29/08/10

Pode um penalti ser um clique?

Jorge Jesus escolheu o caminho mais óbvio no jogo com o Vitória de Setúbal: tirou Roberto da baliza e entregou-a a Júlio César.
Quem acreditar em malhas tecidas pelo destino achará que a expulsão do brasileiro e o penalty defendido a frio por Roberto, ao minuto 23, foram parte de um guião escrito pelos deuses. Os mais terra-a-terra (dedo levantado) dirão que foi uma coincidência muito, muito engraçada. Diria mesmo poética, com a poesia a servir, aqui, para se gostar um pouco mais do futebol (quando acontecem coincidências destas nos lados mais importantes da vida também ficamos de bem com o mundo).
Roberto julgar-se-á, a esta hora, abençoado. Um golo do Vitória de Setúbal naquele momento não seria culpa dele, claro, mas poderia ter dado outra história ao jogo. Assim, tudo perfeito para o Benfica: vitória clara, poucos sobressaltos e aplausos frenéticos (poéticos?) para o guarda-redes espanhol que há uma dúzia de horas era o pesadelo do Terceiro Anel.
Mais importante que as emoções voláteis é, agora, perceber se o jogo deste sábado chegou para Roberto fazer a agulha no sue percurso de águia ao peito. Terá aquele momento mágico chegado para lhe dar a confiança que lhe falta desde o primeiro dia?
Jorge Jesus espera bem que sim, visto que no próximo jogo não pode contar com Júlio César e Moreira constitui, provou-se nesta convocatória, carta fora do baralho. Pelo que em Guimarães, depois da paragem da Liga, joga Roberto. Ou haverá guarda-redes novo, mesmo com esta defesa caída do céu?
Alexandre Pereira - TVI

28/08/10

Benfica 3 Setubal 0


De regresso á normalidade

Não há dúvidas de que o futebol é um mundo apaixonante. Pródigo em emoções, capaz de proporcionar as reviravoltas mais inesperadas e irónicas. É certo que cada jogo é uma história, mas uns ficam mais na história que outros. E este é daquelas que custam a esquecer. Foi no meio de uma verdadeira montanha-russa de emoções que o Benfica voltou à Liga. Resta saber se é um regresso em definitivo.
Sempre se ouviu dizer que nem tudo está mal quando se perde, nem tudo está bem quando se ganha. O Benfica ainda está longe do nível exibido na época passada, e há vários aspectos a corrigir, mas este triunfo sobre o Vitória de Setúbal (3-0), o primeiro da época, pode marcar um ponto de viragem. Desta vez os adeptos benfiquistas voltam para casa de sorriso nos lábios. Até Roberto se transformou em herói!

Júlio César «queimou» Salvio e Roberto virou herói
O guarda-redes espanhol do Benfica dominou todas as conversas futebolísticas da semana, mas está visto que não vai entregar a titularidade assim tão facilmente. Relegado para o banco, desta vez, ficou apenas 24 minutos sentado, de braços cruzados. Um desentendimento entre Maxi Pereira e Júlio César precipitou a expulsão do guarda-redes brasileiro, em quem Jesus tinha apostado.
No momento em que pouca ou nenhuma responsabilidade lhe era imputada, o espanhol respondeu à altura. O vilão virou herói. Roberto defendeu a grande penalidade de Hugo Leal e segurou a vantagem que o Benfica tinha conquistado logo aos quatro minutos, com um golo de Cardozo.

Da careca do capitão veio a tranquilidade que faltava
A grande penalidade recuperou Roberto, mas «queimou» a estreia de Salvio. O argentino foi titular, do lado direito, mas Jesus sacrificou-o para a entrada do guarda-redes. Aimar passou a jogar sobre a direita, mas mesmo em inferioridade numérica o Benfica aumentou a vantagem à beira do intervalo. O golo de Luisão, na sequência de um canto, permitiu ao campeão nacional ir para o descanso bem mais tranquilo.
Jesus aproveitou a margem para reequilibrar a equipa, fazendo entrar Rúben Amorim para o lugar de Saviola. Aimar voltou para a zona central, e foi a partir dessa posição que marcou o terceiro golo. Gaitán, que já tinha feito a assistência para o primeiro golo, voltou a estar em destaque, ainda que desta vez tenha aparecido um desvio incompleto do guarda-redes sadino, pelo meio.
Mesmo a jogar em inferioridade numérica durante muito tempo, o Vitória raramente conseguiu incomodar o Benfica. Tirando dois remates de longe de Ney Santos, Roberto acabou por ter uma noite tranquila, à medida das suas necessidades. Com os índices de confiança mais estabilizados, o guarda-redes tem tudo para iniciar uma nova fase de águia ao peito. Tudo está nas suas mãos (literalmente).
Mais Futebol

Roberto perde a titularidade para Júlio César
Júlio César faz penalti e é expulso aos 23 minutos
Roberto regressa á equipa e defende o penalti
Isto deve querer dizer alguma coisa, vamos aguardar

Ricardo Araújo Pereira - Crónica

Agora sem mãos

É a questão que os benfiquistas mais descrentes colocam a si próprios por estes dias: o Benfica já perdeu o campeonato em Agosto ou os quatro pontos de atraso para o Braga ainda são recuperáveis? É uma inquietação legítima, mas temo que o verdadeiro alcance deste início de época não esteja a ser compreendido por todos.
O problema é este: um campeonato até Jaime Pacheco ganha. Mas ganhar um campeonato à Benfica, às vezes nem o Benfica consegue. O último campeonato foi ganho à Benfica. Com grandes exibições, goleadas, enfrentando o melhor Braga de sempre e um Porto orientado por um treinador tricampeão. Este ano parece-me que faltava alguma motivação. O Braga, desfalcado e empenhado nas competições europeias, aparenta estar menos capaz de suportar uma prova tão longa, e o Porto passou a ser treinado pelo Mourinho de pechisbeque. Era óbvio que o Benfica precisava de um desafio. Daquela emoção que o artista do poço da morte procura quando grita: «Agora mais difícil: sem mãos!» Que se passou, desde há três meses? Jesus é o mesmo. Os jogadores também, quase todos. O que equivale a dizer que o poço é o mesmo e a mota também. Um aborrecimento. As cabriolas do ano passado já não nos impressionariam. Era altura de gritar: «Agora mais difícil: sem vitórias até 28 de Agosto!» O campeonato começa hoje, meus amigos.

“ (…) se, como eu prevejo, o Braga, ficando em segundo lugar, não sobrevive às eliminatórias da Champions, isso significa que o Benfica faz sua toda a receita dos direitos televisivos, sem ter de a dividir a meias com outro clube português participante na competição. Há que estar atento, Sr. Vítor Pereira”
Miguel Sousa Tavares
6 de Abril de 2010

Quando se percebe de futebol é outra coisa. Há quatro meses, o Braga estava a ser beneficiado pela arbitragem – o que, surpreendentemente, favorecia o Benfica. O mesmo Braga que só perdeu o campeonato na última jornada, o mesmo Braga que amealhou pontos suficientes para ser campeão em vários dos últimos campeonatos, estava a ser beneficiado para ajudar o clube cujos calcanhares andou a morder até ao fim. O raciocínio, chamemos-lhe assim, era simples: como, depois de apurado para a Champions, o Braga não passaria à fase de grupos, o Benfica receberia a totalidade dos direitos televisivos, perante a passividade do desatento Sr. Vítor Pereira. Talvez fosse útil a publicação de um manual de instruções para teorias de conspiração. O primeiro mandamento estipularia: se a teoria não tiver pés nem cabeça e se basear apenas numa previsão com a pujança premonitória das do professor Bambo, abandone-a. Aí está uma obra que evitaria alguns embaraços, uma vez que a realidade se encarregou de demonstrar que, tal como pensavam todos os que não estavam de má-fé, este Braga ficou em segundo lugar porque era mesmo superior ao plantel mais caro de sempre do futebol português. Que o Sporting de Braga seja, então, bem-vindo à Liga dos Campeões, até porque não é todos os dias que se consegue ver um Sporting nesta competição.

Ricardo Araújo Pereira in Jornal A Bola

27/08/10

Convocados Benfica - Setubal

A presença do argentino Salvio, mais recente reforço dos encarnados, é a principal novidade da lista de convocados para a partida da 3.ª jornada da Liga Zon Sagres, ante o Vitória de Setúbal, agendada para as 21.15 de sábado.
Em relação à convocatória da 2.ª jornada, diante do Nacional, Jesus deixou de fora Moreira, Fábio Faria e Airton, colocando nos eleitos César Peixoto e Luís Filipe, numa lista de 20 elementos. De fora ficam também o defesa central Roderick e o avançado Kardec, ambos devido a problemas físicos.


Guarda-redes: Roberto e Júlio César
Defesas: Luisão, Maxi Pereira, Fábio Coentrão, Luís Filipe, David Luiz, César Peixoto e Sidnei;
Médios: Ruben Amorim, Javi Garcia, Pablo Aimar, Carlos Martins, Nicolás Gaitán e Salvio;
Avançados: Cardozo, Saviola, Franco Jara, Weldon e Nuno Gomes.

26/08/10

Rui Costa - "Queremos passar"

O directo desportivo do Benfica revelou a ambição dos encarnados na Liga dos Campeões após o sorteio da fase de grupos que colocou Lyon, Schalke 04 e Hapoel Telavive no caminho dos campeões nacionais.
«É um grupo forte mas queremos passar», começou por dizer Rui Costa, apontado o Lyon como o favorito do grupo: «É uma equipa muito forte, apesar de ainda não ter ganho títulos. Tem feito carreira na Champions e ganho experiência.»
Sobre os alemães, o dirigente diz que o Schalke «pode dar cartas» por ser «um clube de um país que é uma potência do futebol», ao passo que o Hapoel Telavive «é a incógnita do grupo».
Ainda assim, Rui Costa diz o Benfica vai disputar um «grupo equilibrado»: «Num sorteio como este não há grupos fáceis. Todas as equipas têm história no futebol europeu. Felizmente conseguimos evitar uma boa fatia da história. Qualquer uma das quatro equipas vai lutar para passar. Esperamos que o Benfica seja uma delas, até porque a Champions é a prova máxima de clubes.»

Jogos do Benfica na Champions

1ª jornada - 14 Setembro 2010
Benfica - Hapoel
2ª jornada - 29 Setembro 2010
Schalke - Benfica
3ª jornada - 20 Outubro 2010
Lyon - Benfica
4ª jornada - 02 Novembro 2010
Benfica - Lyon
5ª jornada - 24 Novembro 2010
Hapoel - Benfica
6ª jornada - 07 Dezembro 2010
Benfica - Schalke

Sorteio Champions League


 Acessível

Lyon, o regresso de «Licha» e Cissokho
O Lyon é um dos clubes mais fortes de França da última decáda, tendo conquistado sete títulos consecutivos de 2001/02 a 2007/08, os únicos do seu historial, e quatro taças nacionais e uma taça da liga. O maior sucesso a nível internacional é, no entanto, a conquista da Taça Intertoto de 2007. Presença frequente na Liga dos Campeões dos últimos anos, chegou às meias-finais da competição milionária na última edição e foi eliminado pelo Bayern Munique, mas voltou a fazer sensação com a eliminação do todo-poderoso Real Madrid nos oitavos-de-final.
Do seu plantel, orientado pelo experiente Claude Puel, sobressaem nomes como o guarda-redes Hugo Lloris, os laterais Reveillere e Cissokho, os médios Toulalan, Kallstrom, Pjanic, Ederson, Michel Bastos e agora Gourcuff, contratado ao Bordéus, e os avançados Briand, Gomis e o bem-conhecido dos portugueses Lisandro López.

Schalke, Raúl como estímulo e Neuer como muro
Os alemães não são campeões nacionais desde 1958 e têm apenas oito títulos, mas têm surgido no topo da Bundesliga também nas últimas temporadas. O Schalke 04 terminou o campeonato em segundo lugar nas temporadas de 2000/01, 2004/05, 2006/07 e 2009/10, conquistou duas das suas quatro Taças em 2000/01 e 2001/02 e foi finalista em 2004/05. Distante vai já no tempo a conquista da Taça UEFA de 1996/97 frente ao Inter (1-0), mas são mais recentes as duas Intertotos de 2003/04. É claramente um clube em ascensão no seu país e nas provas continentais, apesar do último lugar no Grupo A da Liga Europa de 2008/09, atrás de Manchester City, Twente, PSG e Santander, e de não se ter qualificado para a última temporada devido ao 8º lugar na Bundesliga.
Felix Magath é o treinador de um plantel que foi injectado, este defeso, com a experiência e talento do espanhol Raúl. Neuer é o dono das redes em Gelsenkirchen e da Mannschaft, Metzelder o patrão da defesa, reforçada agora com o ganês Sarpei. No meio-campo, Rakitic tenta dar alguma criatividade a um meio-campo muito germânico e Kuraniy já não mora no ataque. O peruano Farfán e o brasileiro Edu são também responsáveis por dar golos à equipa.

Hapoel Telavive, de um tal de Enyeama
Os israelitas partem para o Grupo B como equipa mais fraca, mas os resultados do último ano na Liga Europa mostram que já não estão tão na cauda da Europa como há uns anos. Na prova europeia, o Hapoel foi eliminado nos 16 avos-de-final pelos russos do Rubin Kazan - o seu melhor registo -, mas tinha terminado o seu grupo em primeiro lugar, à frente de Hamburgo, Celtic e Rapid de Viena, e já tinha eliminado Gotemburgo e Teplice nas eliminatórias.
Treze títulos nacionais, o último na temporada transacta, conseguido com «dobradinha». Foi também a 13ª taça. Em 1967, o Hapoel conquistou a Taça de Clubes asiática, mas desde 1995/96 que participa nas provas europeias. É a primeira vez que chega à fase de grupos da Liga dos Campeões.
A grande estrela da companhia é o guarda-redes internacional nigeriano Vincent Enyeama. O defesa sul-africana Bevan Fransman e o francês Romain Rocchi são os restantes estrangeiros do conjunto. Ben Sahar , que esteve com José Mourinho no Chelsea e mais recentemente no Espanhol de Barcelona, é uma promessa do futebol do país e referência no ataque.

25/08/10

Makukula por Stojkovic? Porque não?

Até podem ter falado de outras modalidades, como (pelo menos o Benfica) fez, ontem, questão de anunciar. Mas em cima da mesa do almoço que, anteontem, juntou num restaurante de Lisboa Luís Filipe Vieira, presidente benfiquista, e José Eduardo Bettencourt, líder do Sporting, esteve em discussão a modalidade futebol.
Os dois responsáveis máximos dos principais clubes lisboetas abordaram a possibilidade de trocarem dois jogadores que não integram as contas de nenhum dos respectivos treinadores. Do lado "encarnado", a saída do avançado Makukula da Luz; do lado verde e branco, a dispensa do guarda-redes Stojkovic.
O grande entrave para a concretização do negócio prende-se com os vencimentos dos jogadores, especialmente o do internacional português. Makukula, contratado pelo Benfica ao Sevilha (que o emprestou ao Marítimo) em Janeiro de 2008, tem um ordenado incomportável para os cofres "leoninos", já que, mensalmente recebe um valor próximo dos 100 mil euros. Já o sérvio é mais económico, pois apresenta uma folha salarial a rondar os 45 mil euros mensais.
A troca de jogadores será, contudo, vantajosa para ambos os emblemas. O Sporting garantia um ponta-de-lança goleador, capaz de fazer uma dupla interessante com Liedson. O Benfica assegurava uma guarda-redes de estatuto internacional, capaz de eclipsar o controverso Roberto, cujos primeiros jogos na Luz deixaram mais dúvidas do que certezas.
Quer Stojkovic, quer Makukula têm as portas de Alvalade e da Luz há algum tempo fechadas. O sérvio foi emprestado ao Wigan e ao Getafe, após um erro comprometedor num jogo contra o FC Porto e de diversos desentendimentos com Paulo Bento, treinador "leonino" na altura; o português foi cedido ao Bolton e ao Kayserisport.

23/08/10

Aposta de Jesus irrita plantel

A insistência do técnico Jorge Jesus em manter o guarda-redes espanhol – que custou 8,5 milhões de euros – está a irritar parte do plantel.
O descontentamento entre os jogadores encarnados ficou bem patente no sábado diante do Nacional quando, após o primeiro golo sofrido, David Luiz discutiu com Roberto nos momentos que se seguiram à saída infeliz do guarda-redes no golo de Luís Alberto.
Alguns jogadores das águias acreditam mesmo que Roberto é um autêntico ‘pé frio’ que dá azar à equipa. Há quem defenda no seio do grupo que o atleta, que admitem ter tido algum azar em determinados lances, deve ser "preservado".
Os assobios de adeptos benfiquistas à saída da Choupana fizeram aumentar ainda mais a animosidade em relação ao ‘keeper’ espanhol. Moreira acabou por ser um dos mais aplaudidos. Jesus também não escapou a algumas críticas pela insistência de manter no onze um guarda-redes que em vez de "dar pontos" ao Benfica tem dado autênticas prendas aos adversários.
A dúvida para o próximo jogo na Luz, diante do V. Setúbal, permanece. Mas as declarações do técnico do Benfica após a derrota na Madeira, ilibando Roberto do primeiro golo, deixam antever que o espanhol deverá manter o lugar no onze. No caso de optar por deixar de lado o espanhol, Moreira surge, para já, na linha da frente para ocupar o lugar na baliza encarnada. - CM

22/08/10

Monólogos e Fábulas

Se as conferências de imprensa do Jorge Jesus são monólogos, as do FCPorto são Fábulas, pois só os animais é que falam.




Bruno (Fórum SerBenfiquista 21/08/2010)

Roberto, basta!

Jesus,
pára, escuta e decide

 

  • "Roberto vale 3 pontos...ao Nacional." - Record
  • "Erros de Roberto comprometem esforço Benfiquista." - Bola
  • "O guarda-redes que custou 8,5 milhões de euros às águias deu dois frangos" - CM
  • "Aos 66 minutos, após novo erro de Roberto, Orlando Sá faz o segundo..." - RTP
  • "Segunda derrota em dois jogos, na Choupana, com Roberto como réu (2-1)." - Mais futebol
  • "...o adversário ataca e Roberto treme..." - Zero-zero
  • "Roberto volta a atacar e o Benfica volta a perder." - RR
  • "Roberto confirmou os piores receios e desconfiança dos adeptos benfiquistas..." - Sapo
  • "Roberto contribui para a segunda derrota seguida do Benfica." - Público
  • "Bracalli mostrou a Roberto o que deve fazer um guardião." - JN
  • "Roberto podia ter feito melhor." - Jorge Jesus
  • "Enquanto o Roberto não sair da baliza não vou á Luz..." - Adeptos do Benfica

 Já são erros a mais, já não há beneficio da duvida porque não há duvidas, o homem é mesmo mau.
A partir de agora os olhos dos adeptos do Benfica já não vão estar em cima de Roberto mas sim em Jesus, para saber até quando vai manter esta aposta suicida. Jesus é um treinador inteligente e caso mantenha Roberto a titular, só posso concluir que é uma decisão imposta pela direcção afim de justificar 8,5 milhões de euros, mas justificar este valor com frangos, perda de pontos, derrotas e mau ambiente é não respeitar o Benfica e os Benfiquistas.
A insistência em apostar no Roberto faz-me lembrar uma história em que um homem sabe que se come mal em determinado restaurante, mas ele continua a ir lá comer, sabe-se lá porquê.

Jesus é tempo de assumir de uma vez por todas que com Roberto na baliza não vamos a lugar nenhum.

21/08/10

Nacional 2 Benfica 1


Porquê insistir em Roberto?

Quem não marca, sofre. Já diz o velho ditado. Esta noite, na Choupana, isso foi uma história real. O Nacional foi tremendamente eficaz e em duas situações marcou. Depois contou com a preciosa ajuda de Roberto que continua intranquilo na baliza do Benfica. Jorge Jesus afirmou que era importante não perder pontos na Madeira. Mas perdeu. Os alvinegros mereceram pelo labor e pelo forma como foram colectivos em termos defensivos. E na baliza têm Bracalli, este sim um grande guarda-redes. Jokanovic tem razões para sorrir.

Perder pontos na Choupana era negativo, segundo Jorge Jesus. Talvez por isso a sua equipa tenha entrado decidida desde muito cedo. O técnico da turma da Luz lançou Gaitán no onze, com o regresso de Luisão ao centro da defesa.
O Nacional montou o seu 4x4x2, mas Jokanovic apostou no central Tomasevic para defesa esquerdo, deixando Nuno Pinto no banco. Depois, a dupla eslovena Skolnik e Mihelic foi titular e Orlando Sá fez dupla com Diego Barcellos.
Os primeiros remates à baliza pertenceram aos lisboetas mas sem a pontaria afinada. E logo aos 12 minutos, após um bom cruzamento rasteiro de Maxi Pereira na direita, Gaitán surgiu ao segundo poste mas com a baliza aberta atirou ao lado. Podia e devia fazer melhor o argentino. A pouco e pouco os alvinegros equilibraram e tornaram-se mais atrevidos, através da dupla Mihelic e Skolnik, mas sem grandes estragos para o guarda-redes Roberto. Continuava a mandar o conjunto da Luz com Saviola aos 27m a colocar à prova Bracalli, mas o brasileiro encaixou bem o remate do avançado benfiquista. E num lance que começou numa falta sobre Diego Barcellos, que Pedro Proença não apitou, os actuais campeões nacionais perderam mais uma boa situação ao minuto 31, com Cardozo a cabecear mal a um bom cruzamento de Coentrão.
Os madeirenses fechavam bem os caminhos para a baliza mas não conseguiam criar um lance de golo. O melhor foi uma chegada tardia de Orlando Sá após um bom passe de Skolnik, aos 39 minutos. Na resposta, o Benfica esteve à beira de inaugurar o marcador. Mas Bracalli evitou o pior, pois o cruzamento de Maxi Pereira foi com conta, peso e medida para a cabeça de Saviola que viu o guarda-redes nacionalista fazer a defesa da noite quando muitos adeptos já gritavam golo. O intervalo chegou sem golos. Os homens de Jorge Jesus pecaram na finalização e o nulo premiava o labor do Nacional.
No recomeço foi de novo o Benfica o primeiro a chegar à baliza. E Aimar bem tentou a sua sorte num remate rasteiro mas Bracalli estava atento e segurou bem. Mas os alvinegros chegaram ao golo ao minuto 49 por Luís Alberto, que após um bom livre de Skolnik surgiu sozinho a cabecear antecipando-se a Roberto. Foi uma lição de eficácia dos nacionalistas e contra a corrente da partida sem dúvida.
E o guarda-redes Roberto voltou a demonstrar que está numa situação muito fragilizada ao sofrer o segundo golo aos 65 minutos, vendo a bola bater na barra (após um cabeceamento de Luís Alberto) e sem a conseguir desviar para canto e surge Orlando Sá a cabecear sozinho e fazendo o 2-0, quando Jorge Jesus preparava a entrada de Carlos Martins. Notável eficácia dos locais que em dois lances de golo marcaram por duas vezes.
Aproveitando a desorientação dos benfiquistas os alvinegros até poderiam chegar ao 3-0, após mais um livre que Felipe Lopes quase conseguia desviar de cabeça perante a passividade de Roberto e «companhia». Carlos Martins de livre directo aos 76 minutos viu Bracalli voar e uma vez mais negar o golo aos campeões nacionais.
Até ao final, os pupilos de Jokanovic foram inteligentes na forma como defenderam e tentara aproveitar os espaços dados pelo Benfica que jogou mais com o coração do que com a razão.E a falta de eficácia foi fatal ao campeão que voltou a cair à segunda jornada da Liga. Carlos Martins ainda reduziu a diferença mas foi pouco.

Ricardo Araújo Pereira - Crónica

Uma Semana Humilhante

A derrota do Benfica em casa, frente à Académica, não pode deixar de ser considerada humilhante. Humilhante para o Porto, bem entendido: em tão pouco tempo e com um plantel muito semelhante, Jorge Costa já está a fazer melhor do que André Villas-Boas. Quem assistiu, no ano passado, à derrota da Académica de Villas-Boas no Estádio da Luz por 4-0 constata sem dificuldades que a Académica de Jorge Costa está muito mais bem orientada.
Como se a vergonha do fim-de-semana não bastasse, o Porto viria a ser reincidente na desonra dias depois, perdendo Salvio para o Benfica. Ciente da dimensão do enxovalho, André Villas-Boas tentou fingir que o que toda a gente sabia era mentira numa conferência de imprensa em que, por incrível que pareça, não usou uma vez que fosse a palavra «exacerbação». Disse o treinador do Porto que, se o seu clube estivesse interessado em Salvio, o jogador estaria no plantel - uma vez que os portistas se antecipam ao Benfica nas contratações sempre que o desejam. Sem querer exacerbar, todos sabemos que tal não é verdade. Se o Porto conseguisse roubar ao Benfica todos os profissionais que interessam a ambos os clubes, a esta hora Villas-Boas ainda seria treinador da Académica.
PAULO SÉRGIO prepara-se para, no espaço de cerca de três meses, colocar duas equipas fora da Liga Europa. Julgo que estamos perante um especialista. Primeiro foi o Guimarães, afastado das competições europeias no último jogo do campeonato pelo Marítimo, e agora é o Sporting, que está prestes a ser eliminado pelo poderoso Brondby. Na mesma semana, o treinador do Sporting disse que tinha a melhor equipa do Mundo e perdeu em Paços de Ferreira, e depois disse que o Sporting era favorito em todos os jogos e perdeu em Alvalade. Não me surpreende que a melhor equipa do Mundo perca em Paços de Ferreira. O que acho verdadeiramente estranho é que Anderson Polga consiga ser titular na melhor equipa do Mundo.
Ouço dizer que os jornalistas do Expresso captaram boas declarações de Pinto da Costa. Não li a entrevista, mas custa-me a crer que sejam melhores que as declarações que a Judiciária captou e ainda pontificam no YouTube. Sem querer beliscar o brio profissional dos jornalistas que, ao longo dos anos, têm entrevistado Pinto da Costa, é apenas justo referir que meia dúzia de polícias fizeram melhor jornalismo – e sem precisarem de colocar uma única pergunta. Quando se tem talento…
É impressionante o modo como Carlos Queiroz, um treinador cujas equipas praticam um futebol tão pouco emocionante, consegue despertar tantas emoções fora do relvado. Dificilmente se chegará a um consenso a propósito deste intrincado caso disciplinar. Quem tem razão? Queiroz? A brigada antidoping? As amostras de urina? É difícil dizer, sobretudo quando ainda ninguém concorda sobre a prestação de Portugal no Campeonato do Mundo. Foi boa ou má? É verdade que a Selecção só foi eliminada pela equipa campeã do Mundo, mas não é menos verdade que Portugal não consegui marcar um único golo a quartetos defensivos que não fossem formados por Ji Yun-nam, Ri Kwang-chon, Ri Jun-li e Pak Chol-jin. Todos os defesas que neste momento não se encontram em campos de trabalhos forçados revelaram-se intransponíveis para a estratégia ofensiva portuguesa. Sim, mas seria realista esperar que Portugal conseguisse a proeza sobre-humana de bater a Espanha? Bom, a Suíça conseguiu. Digamos que não era propriamente impossível. Creio que o grande problema da Selecção é que Carlos Queiroz só joga ao ataque nas entrevistas ao Expresso. No entanto, não sou daqueles que dizem que o futuro é negro. Se a federação conseguir arranjar maneira de suspender Queiroz até Agosto de 2012, julgo que Portugal tem boas hipóteses de se sagrar campeão da Europa.

Ricardo Araújo Pereira, 21 de Agosto in Jornal A Bola

20/08/10

"Vamos ser novamente Campeões!" - Palavra do Senhor

Com os níveis de confiança no máximo. Apesar do desaire com a Académica na ronda inaugural da Liga Zon Sagres, Jorge Jesus não duvida da capacidade do Benfica e volta a fazer uma promessa sobejamente conhecida dos adeptos.
"Sabemos o valor que temos, vamos ser novamente campeões. No futebol não há garantias mas é aquilo que eu penso. Começámos o campeonato de forma diferente, não pela forma da equipa mas por outras situações. As minhas equipas normalmente nuncam começam bem, mas temos a convição do nosso valor", afirmou o treinador encarnado à Benfica TV, fazendo a antevisão do encontro com o Nacional, no sábado.
"Será um jogo difícil, como serão todos, mas este campo é tradicionalmente complicado pelo valor do rival", referiu Jesus, recordando que, tendo em conta a derrota na estreia, "é fundamental não perder pontos" na Choupana.
Ainda assim, lembra que "o ano passado a equipa também não estava tão bem". "Mas a história vai repetir-se e o Benfica vai ser novamente campeão", reforçou.

Convocados para a Madeira

Moreira, Roberto;
Fábio Faria, Luisão, Maxi Pereira, Fábio Coentrão, David Luiz, Sidnei;
Airton, Ruben Amorim, Javi Garcia, Pablo Aimar, Carlos Martins, Gaitán;
Cardozo, Jara, Weldon, Nuno Gomes e Saviola.

O treinador do Benfica, Jorge Jesus, divulgou a convocatória para o embate fora de portas com o Nacional, esta sexta-feira, após o treino no Seixal. Luisão e Gaitán são as surpresas da lista e ambos se estreiam nos convocados desta edição da Liga.
Na sessão de trabalho desta manhã, que decorreu à porta fechada, há ainda a realçar a estreia de Eduardo Salvio. O avançado argentino, que chegou à Luz emprestado pelo Atlético Madrid até ao final da época, treinou-se pela primeira vez com os novos companheiros.
Luisão já está, então, recuperado da mialgia na perna esquerda, que o impedia de trabalhar sem limitações. Debelada a mazela do central e Jesus chamou-o para a deslocação à Madeira.
Mesma situação para Nicolás Gaitán que já na véspera trabalhou sem limitações, após ter estado a contas com um traumatismo na região costal direita. O argentino prepara-se, desta forma, para se estrear de águia ao peito.
Embora não integre a convocatória, Salvio vai viajar com a comitiva “encarnada” para a Madeira, para continuar a adaptar-se aos novos colegas e comando técnico.
Jorge Jesus foi forçado a deixar de fora os lesionados Alan Kardec (lesão tendinosa na coxa esquerda) e Roderick Miranda Miranda (mialgia na coxa esquerda).

19/08/10

O Benfica visto por Miguel Esteves Cardoso

“É por não gostar de futebol que sou do Benfica .

Tal como compreendo como é que há portugueses que conseguem ser de outros clubes. O Sporting, o Porto podem jogar bem, e o Belenenses e a Académica podem calhar bem em sociedade, mas só o Benfica, como o próprio nome indica, é o próprio Bem. Que fica.
Só o Benfica pode jogar mal sem que daí lhe advenha algum mal. Basta olhar para os jogadores para ver que sabem que são os maiores, que não precisam de esforçar-se muito, porque são intrínseca e moralmente a maior equipa do mundo inteiro. Ninguém sabe. Mas sente-se.
Quando perdem, não se indignam, não desesperam. Eusébio só chorou quando jogou por Portugal. Quem joga no Benfica tem o privilégio e o condão de estar sempre a sorrir. Não conseguem resistir. O Benfica, a bom ver,nem sequer é uma equipa de futebol. É um nome. É como dizem os brasileiros, uma “griffe”. Têm uma cor. Antes de entrar em campo, já têm um mito em jogo, já estão a ganhar por 3-0, graças só à reputação.
Quando o Benfica perde, parece sempre que quis perder. Essa é a força inigualável do Sport Lisboa e Benfica – faz sempre o que lhe apetece. O problema é que lhe apetece frequentemente, perder. Qual é o segredo do Benfica ? São os benfiquistas.
São do Benfica como são filhos de quem são. Ninguém “escolhe” o Benfica , como ninguém escolhe a Mãe ou o Pai. Em geral, aliás, os benfiquistas odeiam o Benfica e lamentam-no no estádio e em casa, mas pertencem-lhe. Quanto mais pertencemos a uma entidade superior, seja a Família, a Pátria, Deus – ou o Benfica , mais direito, temos de criticá-la e blasfesmá-la. Não há alternativa.
Em contrapartida, os sportinguistas e portistas parecem genuinamente convencidos que apoiam as equipas deles porque são as mais dignas ou as melhores. Desgraçados! Se fossem coerentes, seriam todos adeptos do REAL MADRID, AC MILAN, etc, etc.
No Benfica , não se exige qualquer lealdade. Só se pede, em relação aos adeptos de outros clubes, caridade e comiseração. O Sporting, por exemplo, tem a mania e a pretensão de ser “rival” do Benfica , um pouco como o PSN se julga crítico parlamentar do PSD. Mas, se se tirasse o Benfica ao Sporting, o Sporting deixaria de existir.
O Benfica é um grande clube porque tem história e talento suficientes para não dar importância aos resultados. Tem uma tradição de “nonchalance” e de pura indiferença que não tem igual nos grandes clubes europeus. O Benfica não joga – digna-se jogar. Não joga para vencer – vence por jogar.

Odeio futebol. Mas amo o Benfica .

As opiniões de quem gosta de futebol são suspeitas. Claro que os sábios são do Benfica . Mas a força deste grande clube está nos milhões que são benfiquistas apesar do Benfica , apesar do futebol, e apesar deles próprios.
Em contrapartida, aposto que a totalidade de pessoas que são do Sporting ou do Porto, por infortúnio pessoal ou deficiência psicológica, são sócios. A força do Benfica, meus amigos, está em quem não paga as quotas, que não vai a jogos, quem não sabe o nome dos avançados – isto é, no resto do mundo.
O Benfica, é o Benfica. E o que tem de ser – e é – tem muita força.”

Miguel Esteves Cardoso

Salvio - "Decidi em 2 segundos"


Eduardo Salvio foi esta quinta-feira apresentado como reforço do Benfica. O argentino chega a Lisboa por empréstimo do Atlético Madrid até final da época e explicou que não teve dúvidas na hora da decisão.
Cobiçado também pelo FC Porto, entre outras formações, o extremo argentino demonstrou sempre a sua preferência. "Havia essa oferta, mas só quero falar agora do Benfica. Tinha ofertas de varias clubes, de Itália, de Espanha mas quando soube do interesse do Benfica quis logo vir. Queria jogar a Liga dos Campeões, por isso fiquei contente", afirmou na sala de imprensa da Luz, frisando que decidiu o seu futuro "em dois segundos".
Quando aos objetivos nesta nova fase da carreira, o internacional argentino espera "fazer uma grande época". Salvio define-se como um jogador "que marca golos, rápido e explosivo" e confessa que foi aconselhado por Simão e Tiago, ex-colegas no Vicente Calderón. "Falaram muito bem do Benfica".
Apresentado esta quinta-feira de manhã, Salvio irá treinar pela primeira vez com os novos colegas já esta tarde, revelou Rui Costa no final da conferência.

18/08/10

Não gosto destes Benfiquistas!

Pedro Proença apita Nacional-Benfica

"CM - É verdade que é benfiquista desde pequenino?

PP - Seria uma desonestidade intelectual dizer que não tenho clube. Tenho as minhas preferências políticas, religiosas, clubísticas, sexuais. O meu pai fez-me sócio do Benfica em pequenino. Não tenho problema nenhum em assumir isso. Quando joguei andebol no Sporting, cheguei a ser sócio do Sporting. Isso não tem qualquer tipo de influência nas minhas actuações." -  03-07-2010 (CM).
Pedro Proença é o único que professou em voz alta a sua fé clubista. É do Benfica desde pequenino, o que faz com que demonstre a sua isenção prejudicando sistematicamente o Glorioso.
Obviamente este senhor deve estar confuso, pois quem trata o Benfica como este senhor o faz é tudo menos Benfiquista.
Compreendo que é profissional e obviamente não iria transformar uma falta no meio campo num penalti a favor do Benfica, não é isto que os Benfiquistas querem.
Em caso de dúvida ou certeza é sempre contra o Benfica, é este o lema do Sr. Pedro Proença.
Época nova, vida nova! Será assim Pedro?

17/08/10

Mais do mesmo...

O Benfica está no mercado à procura de novos reforços e de Inglaterra chegam relatos de uma abordagem ao Arsenal no sentido de garantir o defesa esquerdo Armand Traoré, de 20 anos.
De acordo com a "Sky Sports", os encarnados estão interessados no jovem quer seja a título definitivo ou por empréstimo. Tudo depende do desejo de Arsène Wenger.
Traoré chegou a Londres em 2005/2006, tendo participado em 31 partidas com a camisola dos "gunners". Em Londres, o jovem estava tapado pelo compatriota Gael Clichy.
Poderá estar encontrado o rival de Fábio Coentrão para a esquerda, com a curiosidade de ambos gostarem também de alinhar mais adiantados no terreno.

O Benfica está em conversações com o Atlético de Madrid para tentar garantir, por empréstimo, o atacante argentino Eduardo Salvio, de 20 anos, que pode actuar em qualquer posição do ataque mas chegaria à Luz para jogar numa das alas, preferencialmente a direita. A Bola sabe que o negócio está bem encaminhado e poderá concluir-se com sucesso nos próximos dias ou até mesmo horas.
Salvio deu nas vistas ao serviço do Lanús, da Argentina, entre 2008 e 2010, e tornou-se num dos jogadores mais apetecíveis do mercado argentino, seguido por emblemas como Manchester United, Liverpool, Chelsea, Fiorentina, Atlético de Madrid e... FC Porto. Os dragões tentaram mesmo a sua contratação, mas quem levou a melhor foi o Atlético de Madrid, com um investimento de 10 milhões de euros, em Janeiro deste ano, depois das saídas de Sinama Pongolle (Sporting) e Maxi Rodriguez (Liverpool).
O jovem - tinha ainda 19 anos quando foi contratado, completando os 20 apenas a 13 de Julho - não conseguiu a afirmação desejada, até pela concorrência de peso (Forlán e Aguero) e acabou por não ser muito utilizado - 13 presenças na Liga, quase sempre como suplente utilizado, e dois golos marcados, ambos ao Tenerife. Na maior parte das ocasiões actuou mesmo como extremo, nos lugares de Reyes ou Simão.

16/08/10

Benfica 1 Académica 2

Desilusão na Luz
O Benfica entrou com o pé-esquerdo no campeonato 2010/11, ao perder com a Académica, em casa, num jogo em que esteve quarenta minutos com um jogador a mais em campo.
O campeão nacional até entrou em campo com boa dinâmica e nos primeiros instantes Fábio Coentrão chegou a transmitir uma imagem muito positiva de futebol ofensivo: O desacerto exibicional de César Peixoto durante toda a primeira parte acabou, no entanto, por cortar as asas à águia e permitir à Académica discutir o jogo de forma descomplexada.
Aos 26 minutos, num livre, Miguel Fidalgo surgiu na área benfiquista e cabeceou para o fundo da baliza, aproveitando a passividade de toda a defesa. Antes, já Roberto tinha evitado o primeiro golo do jogo, ao defender para canto um pontapé de longe de Addy.
O Benfica não conseguia reagir e só depois do regresso ao relvado depois do intervalo, já sem César Peixoto, a equipa de Jorge Jesus conseguiu mandar na partida. Aos 62 minutos – já depois da infantil expulsão do estudante Addy, que cometeu duas faltas para cartão amarelo em um minuto – Franco Jara empatou a partida com um oportuno desvio a cruzamento de Fábio Coentrão.
O Benfica pressionou em busca do empate, mas cada remate – sobretudo os de longe – ia batendo na floresta de pernas academista.
Já em pleno período de descontos, numa altura em que o Benfica tudo fazia para marcar, chegou o golo da vitória da Académica. Laionel rematou a 30 metros da baliza e fez a bola bater no poste antes de entrar.
O campeão nacional entra mal no campeonato e, mais do que um mau resultado, fica para análise a dificuldade sentida pela equipa para dominar o adversário.
A vitória alcançada premeia a capacidade de sacrifício da Académica, que mesmo com 10 jogadores e perante um adversário com tamanha diferença de valores individuais conseguiu fazer das fraquezas forças e ganhar o jogo.

13/08/10

Apelo aos Jogadores do Benfica

No último ano, nos bons mas principalmente nos maus momentos (sim, houve alguns), os adeptos do Benfica mostraram um apoio inequívoco á equipa como á muito não se via. A uma sintonia perfeita entre equipa e adeptos juntámos magia, paixão, querer, sofrer, acreditar, lutar...foi isto que nos levou ao título!
Adeptos, direcção, equipa técnica e jogadores são essenciais para manter esta dinâmica vencedora, 2009-2010 foi o início de uma nova étapa que promete ser Gloriosa.
"Verdadeiros Campeões não ganham só uma vez..." - L.F.Vieira


Por tudo isto peço aos jogadores do Benfica, que antes de cada jogo se lembrem do seguinte:

- As quinas na camisola , são um acrescento de responsabilidade, entrega e humildade.

- Não pensem que os adversários vão prestar vassalagem perante a nossa aparente superioridade.

- Menosprezar o adversário, ser vaidoso e arrogante são de uma estupidez medonha.

15 Agosto 2010 - 20h15, o regresso do Rolo Compressor!

CARREGA BENFICA

12/08/10

Bicada da Águia


Tenho de admitir que percebi perfeitamente e compreendo a decisão da direcção do Sporting em proibir as vuvuzelas em Alvalade.
O barulho das vuvuzelas misturado com o barulho dos assobios dos adeptos á equipa deve de ser ensurdecedor...não acham?

Vieira desfaz dúvidas

O presidente do Benfica, Luís Felipe Vieira, negou hoje que esteja a negociar a compra do futebolista Wesley, de 23 anos, após visitar as instalações da equipa do Santos.
"O que posso dizer é que não estou a contratar nenhum jogador no Brasil. O plantel do Benfica não está fechado, irá fechar a 31 de agosto, e até lá muita coisa poderá acontecer, mas hoje não se passou nenhuma negociação", disse.
Numa conferência de imprensa, o líder dos encarnados explicou o porquê da presença em São Paulo: "A missão que me trouxe aqui foi o convite do presidente (do Santos). De certeza que o Santos tem grandes jogadores, que jogariam em qualquer equipa mundial, mas de certeza que o Benfica não tem dinheiro para os comprar".
O dirigente português revelou o interesse do Benfica em estreitar relações com o Santos para criar "mais-valias" às equipas.
Luís Felipe Vieira discutiu com o presidente do Santos, Luís Álvaro de Oliveira Ribeiro, a troca de experiências entre os dois clubes, para a captação de receitas com ações de marketing.
Uma das ideias é trazer para a equipa brasileira o "kit sócio" lançado pelo Benfica e responsável, segundo o presidente, por tirar o "clube do fundo do poço", dentro de outras ações adotadas nos últimos 10 anos.
Atualmente, o Santos está a avaliar a proposta de 7,5 milhões de euros feita pela equipa Werder Bremen, da Alemanha, pelo futebolista Wesley.
A transferência não foi confirmada porque um dos proprietários dos direitos económicos do futebolista, o grupo DIS, com 25 por cento de participação, não concordou com os valores.
O Santos detém 35 por cento dos direitos e os 40 por cento restantes pertencem, em partes iguais, ao futebolista e ao seu empresário Roberto de Almeida.

11/08/10

Estádio da Luz - Reportagem da SPORTV Brasileira

David Luiz fez a estreia pelo Brasil

David Luiz estreou-se ao serviço da selecção brasileira na vitória da canarinha frente aos EUA e no balanço, o central mostrou-se extremamente satisfeito.
“Estou muito feliz. Começámos com o pé direito contra uma selecção que fez um bom Mundial. Conseguimos dar boa resposta dentro do campo e jogar um futebol alegre. Daqui para a frente tem de ser assim e espero ajudar a selecção o melhor possível”, afirmou David Luiz, em declarações à estação televisiva brasileira SporTV.
David Luiz falou ainda de “um sonho que tinha desde menino”, lembrando que renunciou “a muita coisa da minha vida para viver este sonho”.
“Sempre trabalhei com humildade e com os pés no chão. Sempre soube respeitar, pois via que havia jogadores na minha frente e sabia que iria ter a minha oportunidade”, concluiu.

10/08/10

Boatos á Benfica

A imprensa desportiva já nos habituou ás noticias sobre dezenas de jogadores que estão a caminho do Glorioso, se é verdade ou mentira não intressa tem é de se mencionar o nome do Benfica, porquê? porque o Benfica "vende" jornais e dá audiências! Ano após ano é sempre a mesma euforia espectulativa que infelizmente também contagia os adeptos, que vão logo ao youtube para ver as qualidades do jogador anunciado, eu confesso que era adepto desta situação mas depois de ver no youtube as maravilhas do Balboa, Zoro, Jorge Ribeiro, Éder Luis, Roberto e outros tantos desisti.
Chegado o fim de Agosto, dos 50 jogadores que apareceram diariamente apenas se confirma...nenhum ou na melhor das hipóteses 1 ou 2.
Nas últimas semanas foram vários os jogadores que apareceram ligados ao Benfica, façam as vossas apostas, só mais uma coisa, http://www.youtube.com/ ok?

Izmailov - "Segundo apurou o CM, o Benfica até estava receptivo a receber o russo de 27 anos num negócio que deveria rondar os cinco milhões de euros, mas Jorge Jesus queria ter o jogador já disponível mas este continua limitado no joelho direito a fazer tratamento, o que obstou à concretização do acordo. Seria uma compra pura, apesar de o Benfica ter um excedentário que já tinha sido falado nos corredores de Alvalade como opção de troca: o ponta-de-lança internacional português Makukula. Costinha assinou um mandato para a venda do atleta, que também já foi oferecido ao Maiorca.

A relação entre Costinha e Izmailov é péssima, sabe o CM. O diálogo há muito que não existe e o russo ficou muito sentido com as alegadas desconfianças e desconsiderações. A primeira aconteceu quatro dias depois da entrada em funções de Costinha em Alvalade. O Sporting tinha feito uma proposta de melhoria salarial ao russo, que Costinha retirou, alegando não haver condições financeiras.
Depois, o dirigente pôs em causa a disponibilidade do russo para defrontar o Atlético de Madrid na Liga Europa da época passada, tese que agora caiu por terra, pois o departamento médico dos leões admitiu nova cirurgia ao joelho direito do atleta. Izmailov sente-se renegado em Alvalade, e com a má relação com o dirigente leonino equaciona seriamente a saída de Alvalade. O CM sabe que o FC Porto também está atento à situação." - Correio da Manhã
Wesley - "O Benfica aperta cada vez mais o cerco para garantir a contratação de Wesley, o médio escolhido para substituir Ramires, vendido ao Chelsea por 22 milhões de euros. O empresário do jogador do Santos confirmou ontem que tem conhecimento das intenções do clube da Luz e prevê que o dia de hoje seja decisivo. "O empresário Giuliano Bertolucci, que tem muito acesso ao Benfica, disse-me que eles têm muito interesse no Wesley. Amanhã [hoje] deverá haver um encontro com ele, mas ainda nada de oficial", justificou Roberto Almeida à Antena 1, referindo-se ao agente FIFA que intermediou as contratações de craques como Luisão, David Luiz e Ramires, entre outros brasileiros.
A maior concorrência que o Benfica enfrenta é a do Werder Bremen, clube que já apresentou ao Santos uma proposta oficial de cerca de seis milhões de euros pelo passe do médio de 23 anos. No entanto, é o próprio empresário a sublinhar que daria preferência ao Benfica. "Para a adaptação do Wesley, Portugal seria mais fácil. Não tenho dúvidas disso. Mas por agora não posso sequer discutir isso, pois o que se encontra na cabeça do jogador é o Werder Bremen", adiantou.
Roberto Almeida tem estado em contacto permanente com os dirigentes do Santos, devido à proposta oficial do Werder Bremen. O clube brasileiro está a tentar segurar Wesley por mais um ano e quer renegociar o seu contrato. É que detém apenas 35 por cento do passe do médio, estando o restante dividido entre o grupo de investimento DIS (25%), o próprio jogador (20%) e o empresário (20%).
A intenção é comprar a percentagem na posse do futebolista para ficar com um total de 55 por cento dos direitos económicos e ter maior poder negocial. O contrato de Wesley seria melhorado e, ao mesmo tempo, a cláusula de rescisão, que se encontra fixada em oito milhões de euros, seria aumentada. Mas, ao que foi possível saber, Wesley já tem a cabeça no estrangeiro e a sua saída é considerada irreversível." - O Jogo
Elias - "Elias está de saída do Corinthians. Seu destino: o Benfica (POR). Pelo menos é isso o que foi noticiado nesta sexta-feira pelo site português “Diário de Notícias”. O Corinthians e o pai (e representante) do jogador, Eliseu Trindade, negam que haja negociação.
Segundo os portugueses, o acordo entre o clube, o Timão e o jogador foi fechado na última segunda-feira. Para ficar com o corintiano, os europeus pagarão 5 milhões de euros. A única indefinição está no tempo de contrato. O médio seria apresentado já na próxima semana.
Por meio da assessoria de imprensa, o presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, negou a negociação. O representante de Elias diz que não foi procurado.
- Não estou sabendo de nada. Andrés esteve comigo na tarde desta sexta e não disse nada. Só vi as especulações em sites e um jornalista de Portugal me ligou. Mas não chegou proposta.
Andrés encontrou Elias e Eliseu na tarde desta sexta-feira, durante o lançamento de um projeto social do jogador, no Parque Novo Mundo, na Zona Norte de São Paulo. O corintiano transformou a casa da infância em um centro para receber cerca de 500 crianças carentes do bairro, de 6 a 17 anos.
Com a venda de Ramires para o Chelsea (ING), o Benfica está atrás de um volante para substituí-lo. Wesley, do Santos, também seria uma das opções. Luis Filipe Vieira, presidente do clube, está no Brasil." - Lance Net e Diário de Noticias
Ben Arfa - " Continua em cena a novela Ben Arfa... Depois de a imprensa gaulesa ter garantido que Newcastle e Marselha estavam em sintonia para a mudança do médio ofensivo de 23 anos, o presidente da formação francesa veio a público garantir o contrário.
Jean-Claude Dassier, em declarações à OM TV, explicou que os magpies estão interessados, mas que até agora as negociações não chegaram a bom porto.
"Ainda não há qualquer acordo financeiro com o Newcastle por Ben Arfa", começou por dizer Dassier. O presidente dos marselheses adiantou outro dado relevante, é que a formação de Didier Deschamps pretende vender um jogador, e este será "Ben Arfa ou Mamadou Niang".
Com esta última afirmação, Dassier continua a dar como possível a vinda do jovem francês para a Luz, cumprindo assim um dos desejos expressos pelos encarnados para reforçar o plantel." - Record
Fernandinho - " O Benfica está no mercado à procura de um extremo que possa fazer esquecer Angel Di María e Record sabe que Fernandinho é uma das hipóteses mais fortes em cima da mesa, neste momento, podendo existir desenvolvimentos nos próximos dias se a SAD encarnada entender avançar com uma proposta concreta para a aquisição do jogador canarinho.
O extremo-esquerdo há muito que é seguido pelos responsáveis benfiquistas e no mercado sul-americano está no topo da lista de preferências. Rápido, bom no drible e com faro pela baliza, Fernandinho é um jogador que agrada bastante a Jorge Jesus, que já fez ver aos dirigentes do clube da Luz que gostava de contar com um atleta com estas características. Profundo conhecedor do futebol brasileiro, também Jesus há muito que segue o extremo de 24 anos.
A concretização do negócio não se adivinha difícil já que o jogador se encontra cedido a título de empréstimo pela Traffic ao São Paulo, clube que detém apenas 20% do passe do atleta. A empresa de agenciamento de jogadores detém a maioria (60%) e via com bons olhos a transferência para a Europa e para um clube em que Fernandinho ainda possa dar mais nas vistas, como é o caso do Benfica.
Fernandinho foi um dos destaques do campeonato brasileiro na época passada, onde o Flamengo de Airton se sagraria campeão. Ao serviço do Grêmio Prudente, o extremo brasileiro deu nas vistas ao ponto de colocar os “grandes” do futebol canarinho em luta pela aquisição. O São Paulo levaria a melhor sobre Cruzeiro e Corinthians, conseguindo um acordo em que o Grêmio Prudente ficou ainda com 20% do passe.
Fernandinho não tardou a justificar a contratação pelo emblema tricolor. Estreou-se em fevereiro deste ano frente ao Monte Azul e conseguiu a proeza de marcar quatro golos, isto apesar de ter entrado apenas no segundo tempo.
Fernandinho tem sido titular indiscutível e o seu nome começa a ser associado a vários clubes europeus. As boas relações dos encarnados junto do São Paulo e da Traffic podem vir a ter um papel preponderante no desenrolar do negócio. O jogador também via com bons olhos nova aventura no estrangeiro depois de uma passagem fugaz pela Coreia do Sul em 2007.
Maylson - "Apesar da negativa do presidente Duda Kroeff, o Benfica ainda está interessado no meia Maylson. A prioridade é Wesley, do Santos, porém a disputa está acirrada com os alemães do Werder Bremen.
Maylson é muito elogiado pela mídia portuguesa, tido como versátil e capaz de dinamizar a ala direita.
Para os benfiquistas, que estariam dispostos a pagar 5 milhões de euros pelo atleta de 21 anos, a boa relação entre as duas diretorias" - MSM

07/08/10

Benfica 0 Porto 2 - Supertaça

O treinador do Benfica assumiu que o FC Porto é um justo vencedor da Supertaça porque foi a equipa mais eficaz.
«Foi um bom jogo de início de época e o FC Porto foi mais eficaz. Tivemos algumas oportunidades mas não conseguimos fazer golo. Sofremos um golo logo aos três minutos e a vantagem deu ao FC Porto tranquilidade emocional e táctica. Foi um justo vencedor porque marcou dois golos e nós não marcámos nenhum», disse o técnico encarnado.
Jorge Jesus assumiu que existem ainda alguns jogadores em baixo de forma: «Há jogadores que começaram a trabalhar mais tarde e ainda não estão em boa condição, mas este jogo foi bom também nesse aspecto.»
Para o treinador, agora é tempo de começar a preparar o arranque do campeonato, onde o Benfica tentará revalidar o título de campeão nacional: «Na próxima semana começa o campeonato e esse é o principal objectivo da equipa. Vamos começar mais uma semana de trabalho, com mais intensidade. Não podemos, pelo facto de o FC Porto ter vencido hoje, deixar de valorizar aquilo que os jogadores fizeram na época passada e vão voltar a fazer esta temporada.»

Que esta exibição sirva de lição para o que aí vem, Força Benfica!

Ricardo Araújo Pereira - Crónica

Se houvesse dúvidas acerca da categoria de André Villas-Boas, elas dissiparam-se ontem. Trata-se de um treinador de nível internacional. Um técnico menor estaria empenhado a tentar perturbar o treinador do seu adversário de hoje no primeiro troféu da época, ou a tentar desestabilizar o outro candidato ao título, o Braga. André Villas-Boas não. Anda entretido a fazer mind games com o treinador do Real Madrid. Não duvido de que os merengues andem de cabeça perdida por causa das azedas considerações de Villas-Boas. «Villas-Boa es muy duro!», terá exclamado Jorge Valdano. «La Liga ya nos va correr mal!», terá suspirado Florentino Pérez.
A conferência de imprensa que o treinador do Porto deu ontem ficará na história do futebol. Primeiro, disse que concordava com o Special One: Villas-Boas e Mourinho não são clones. Depois, disse que discordava do Special One: Villas-Boas e Mourinho tinham quase o mesmo número de jogos como treinador principal antes de chegar ao Porto. Logo, afinal são clones. É um discurso que só está ao alcance das mentes mais complexas. A imprensa do Porto apressou-se a fazer a pesquisa que servia os argumentos de Villas-Boas e descobriu que, antes de ir para o Porto, Mourinho tinha apenas mais um jogo como treinador principal do que Villas-Boas. O problema é que Mourinho não falou em jogos como treinador principal. Falou em trabalho de campo. Antes de ser treinador principal. Mourinho foi treinador adjunto. Não foi observador de jogos, nem redactor de relatórios. Dizem que faz uma diferençazinha.
Como benfiquista, não posso deixar de estar preocupado com o jogo de hoje. Alem de ser orientado por um quase Mourinho, o Porto conta agora com João Moutinho, que no espaço de duas semanas deixou de ser um fiteiro contumaz para, segundo Rui Moreira, passar a ser um quase-Iniesta, e o Benfica limitou-se a fazer uma pré-temporada parecida com a da época anterior, o que significa que, tal como no ano passado, estamos todos imbuídos de um entusiasmo completamente injustificado. É certo que Miguel Sousa Tavares atribuiu o favoritismo da Supertaça ao Benfica, mas, depois de ter previsto a vitória da Argentina no Mundial, MST evidenciou perceber menos de futebol do que certos polvos alemães. Não há nada que nos acalme esta angústia.
Creio que o leitor se lembra da novela. Primeiro, Real Madrid e Barcelona digladiaram-se pelo jogador. Os catalães ofereciam milhões mais o Ibrahimovic e os madrilenos queriam troca por troca com o Kaká. Depois, Chelsea e Manchester United travaram uma luta muito feia para o contratar, com derramamento de sangue e tudo. Foi, por isso, com bastante admiração que vi o extraordinariamente magnífico Bruno Alves rumar a S. Petersburgo. Enfim, estes jogadores que têm o Porto no coração e que Pinto da Costa diz que vão ficar muito tempo só abandonam o clube se for para rumar a algum colosso do futebol europeu.
Quanto ao Sporting, a grande surpresa foi a ida de Miguel Veloso para o Génova. Que se terá passado? O Porto não estava interessado no jogador? É possível que Veloso fosse apenas uma maçã tocada, ao contrário de João Moutinho, que como se sabe já estava em estado de putrefacção. A ponto de certos adeptos do Sporting terem mesmo negado que Moutinho fosse um símbolo do Sporting. Absurdo. Recordo que Moutinho era capitão e tinha na camisola o número 28. Exactamente o número de pontos a que o Sporting ficou do Benfica. Se isto não é um símbolo, não sei o que é.

Ricardo Araújo Pereira, 7 de Agosto in Jornal A Bola

06/08/10

Jorge Jesus - Antevisão do Benfica - Porto

Jorge Jesus, em declarações à Benfica TV, garantiu que os encarnados vão entrar em campo, sábado em Aveiro, frente ao FC Porto com a intensão de conquistar a Supertaça.
"Vamos jogar com o detentor do título, mas com a convicção séria de conquistar a Supertaça. A estatística não conta - a melhor equipa é que vai ganhar. Todas as vitórias são importantes. É uma final e há um título para conquistar. Porém, vencer amanhã não significa uma entrada mais forte ou mais fraca no campeonato", começou por dizer, realçando que a conquista ou a perda da Supertaça não irá influênciar o arranque da Liga.
O técnico encarnado abordou ainda as saídas de jogadores importantes tanto na sua equipa como nos dragões, comsiderando que, ainda sem alguns atletas importantes, Benfica e FC Porto são as melhores equipas do futebol português.
"O FC Porto perdeu Bruno Alves, o Benfica também perdeu Ramires e Di María, mas as duas equipas continuam fortes e são as duas grandes favoritas a conquistar o campeonato", explicou.
"Será o primeiro jogo após a pré-época, vamos ver quem é que estará melhor. Cada um faz a sua preparação e fazer uma boa ou uma má pré-temporada não tem significado nenhum", frematou Jorge Jesus.

Rodrigo já assinou

O novo reforço dos “encarnados” disse, esta sexta-feira, que «é uma felicidade tremenda» ter sido contratado pelo Benfica e que espera poder integrar-se de forma «fácil» no plantel.
«Estou muito feliz com a aposta que o Benfica está a fazer em mim e espero corresponder à expectativa do clube», declarou Rodrigo.
O jovem avançado de 19 anos confessa que está a tentar levar esta «nova etapa» na sua vida como «algo natural» e demonstrou muita vontade de trabalhar: «Espero poder trabalhar como sempre fiz e, pouco a pouco, mostrar quem sou dentro de campo».

Rui Costa - "A contratação do Rodrigo visa o presente e o futuro do Benfica", referiu Rui Costa. Quanto à permanência do jogador esta época no plantel, o dirigente encarnado mostra-se evasivo. "Interesa é que o Rodrigo é um jogador do Benfica. Agora vamos ver o que é melhor para o futuro imedato", referiu.
A hipótese do jogador ser emprestado esta temporada ganha força com estas declarações, sendo que o Benfica pretende emprestá-lo a um clube onde o jogador possa alinhar com regularidade, de modo a poder evoluir.
Foi na conferência de imprensa de Rodrigo que Rui Costa falou sobre o estado do atual plantel encarnado. "Como o presidente já disse, com a saída de Ramires, terá de chegar algum jogador para o seu lugar. Não vou falar de nomes, mas o plantel está aberto", assegurou o diretor desportivo do Benfica, durante a apresentação do mais recente reforço do clube da Luz.

05/08/10

"Levo o Benfica no coração"

«Espero que todos compreendam esta decisão. É assim o futebol. Este desfecho é bom para o clube e para mim», afirmou o internacional brasileiro, pouco depois de se ter treinado no Caixa Futebol Campus, no Seixal.
Agora, só faltam mesmo os exames médicos e a assinatura para ficar selada a mudança para os campeões de Inglaterra, um ano depois de ter chegado à Luz.
«Adoro o Benfica, adoro este clube. Levo o Benfica no coração, levo a sua torcida no coração, claro! Estou muito feliz. Jamais esquecerei o quanto ganhei aqui, onde fui campeão, onde me projectei e fui muito feliz. Foi um ano maravilhoso! Com os adeptos que tem, o Benfica só pode ser grande. E confio que vai continuar a ganhar títulos sem mim: ficarei a torcer por isso», acrescentou.
Ramires tem, afinal, razões de contentamento na sua vida profissional pela sua curta passagem pelo Benfica e também a nível pessoal. «Foi em Lisboa que tive a felicidade de ser pai pela primeira vez. Só acaba por ser curta a minha passagem pelo clube. Estou grato a todos pelo carinho. Mas espero que todos entendam que era uma oportunidade muito boa para mim a nível pessoal, desportivo e financeiro. E jamais ficaria triste se ficasse ou ainda vier a continuar no Benfica, que me deu tudo».

04/08/10

Ramires confirmado no Chelsea

A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248.º do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que alcançou um princípio de acordo com o Chelsea FC para a transferência, a título definitivo, dos direitos desportivos e económicos do jogador profissional de futebol Ramires Santos do Nascimento pelo valor de € 22.000.000 (vinte e dois milhões de euros).
Mais se informa que o referido acordo de transferência será formalizado assim que o atleta concluir os exames médicos a que se irá submeter, com o consentimento da Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, e vier a ser acordada a celebração de um contrato de trabalho entre aquele atleta e o Chelsea FC.

O Conselho de Administração

Lisboa, 4 de Agosto de 2010
 
Obrigado Ramires

Sai Ramires entra Wesley?

Luís Filipe Vieira, presidente do Benfica, encontra-se desde ontem no Brasil - para onde tinha viagem prevista há algum tempo para tratar de assuntos relacionados com as suas empresas - mas terá hoje oportunidade de ver em acção, durante a final da Taça do Brasil entre o Vitória e o Santos, o médio Wesley, jogador que a SAD encarnada está a tentar garantir a pedido de Jorge Jesus.
Com 23 anos, Wesley Lopes Beltrame, encontra-se muito bem referenciado na lista do treinador do Benfica - durante o dia de ontem também se falou em Hernanes, do São Paulo, porém este é bem mais caro - para eventual substituto de Ramires, cuja saída para o Chelsea será oficializada em breve.
O empresário do jogador, Roberto Almeida, que também tem 40 por cento do passe (os outros 60 por cento são repartidos entre o Santos, o próprio jogador e o grupo Soonda) já está a par do interesse benfiquista. «Oficialmente não recebemos qualquer proposta. Mas sei que o interesse do Benfica é concreto. O que até faz sentido uma vez que estão vendendo o Ramires para Inglaterra e o Wesley é um jogador versátil que pode encaixar bem naquilo que o Ramires fazia no Benfica», confirmando também que os encarnados não estarão sozinhos na corrida. «O Werder Bremen apresentou uma proposta e as coisas estão avançando, mas se o Benfica concretizar oficialmente o seu interesse naturalmente que teremos de analisar.»
Uma rápida intervenção será, assim, fundamental para garantir um jogador que pode fazer todo o corredor direito, polivalência que Jorge Jesus tanto aprecia.

Rodrigo já esteve na Luz

Uma das grandes expectativas da noite dos adeptos encarnados era ver de perto o mais recente reforço do Benfica, o espanhol Rodrigo, proveniente do Real Madrid.
O jogador acabou por não subir ao relvado, nem ser apresentado oficialmente, mas já esteve na bancada onde viu pela primeira vez ao vivo os seus novos companheiros. O espanhol vibrou com os lances de perigo dos futuros colegas e já teve uma primeira impressão da futura casa e do ambiente que o espera nesta nova etapa da sua carreira.
Os responsáveis encarnados entenderam que não seria o timing ideal para apresentar o quinto reforço para esta temporada, algo que deverá ocorrer durante o dia de hoje. O contrato deverá ser válido por cinco temporadas, embora o Real Madrid possa ficar com uma cláusula de recompra no final de cada época.
O atleta viajou na segunda-feira de automóvel para Portugal, acompanhado pelo seu pai e empresário, e está hospedado numa unidade hoteleira da capital portuguesa. Rodrigo quer vingar na Luz e, tal como Jorge Jesus referiu na conferência de imprensa, os responsáveis encarnados também depositam grandes esperanças na sua evolução. Refira-se que o espanhol, de 19 anos, pode alinhar no centro do ataque ou nas faixas laterais.

03/08/10

BENFICA 0 TOTTENHAM 1 (Eusébio Cup)

Ao fim da tarde, o Benfica perdeu com o Tottenham por 0-1 no fecho da pré temporada encarnada. Gareth Bale foi o autor do único tento da partida depois de boa combinação com Giovani dos Santos. O Benfica ficou pela primeira vez em branco num jogo desta pré-época, e o troféu da Eusébio Cup vai assim para Londres.
Jorge Jesus repetiu o onze que entrou em campo frente ao Aston Villa, com Jara, Saviola e Cardozo como tridente mais ofensivo. Destaque para nova titularidade de Airton, que parece assim levar vantagem em relação a Javi Garcia neste arranque de temporada.
Óscar Cardozo teve a primeira grande oportunidade logo aos 4 minutos, recebendo um bom passe de Jara, rematando depois forte com o pé esquerdo, já de ângulo apertado, para defesa difícil de Gomes.
O Benfica dominava os primeiros minutos do encontro, apesar da bola réplica dos ingleses que tentavam pressionar forte o homem da bola.
Aos 27 minutos nova grande oportunidade para os encarnados, com Carlos Martins quase a marcar após uma grande jogada colectiva. Carlos Martins, Saviola e Cardozo estiveram no lance que terminou com grande defesa de Gomes e recarga ao lado de Saviola.

O Benfica conseguiu no primeiro tempo criar as melhores ocasiões neste primeiro tempo, mas com a equipa de Jorge Jesus a ter menos eficácia do que nas partidas anteriores da pré temporada.
No segundo tempo, Gareth Bale inaugurou o marcador, após brilhante assistência de Giovani dos Santos. Os defesas encarnados ficaram à espera do fora de jogo e Bale bateu com facilidade Moreira para o que acabou por ser o único golo da partida.
A equipa encarnada tentou reagir à desvantagem no marcador, mas Cudicini e a defesa inglesa foi sempre capaz de obstar ao caudal ofensivo do Benfica.
O Benfica não fez efectivamente uma grande exibição, encontrando do lado contrário uma equipa competente, numa partida sempre marcada pelas várias substituições efectuadas pelo técnico encarnado. Do plantel encarnado, e dos jogadores que estavam no banco de suplentes, apenas não alinhou Ramires, já que Maxi Rodriguez e Nuno Gomes não jogaram por razões distintas. Maxi apenas regressou ontem ao trabalho, e Nuno Gomes vive momentos pessoais delicados com o falecimento do seu pai no dia de hoje.

Força Nuno!

Nuno Gomes está de luto pela morte do seu pai, Joaquim Ribeiro, vítima de cancro.
Ao Nuno Gomes e restante família os sentidos pêsames.

O homem sabe mesmo de futebol!


José Mourinho – "Não me surpreendia nada ver o Benfica de novo campeão. Se o FC Porto foi bi ou tri, porque não há de o Benfica ser também? Será perfeitamente normal. Tem equipa para isso, fez uma aposta clara em manter a estrutura do seu plantel, porque tem legítimas aspirações. Quer voltar a ser campeão e quer regressar à ribalta do futebol europeu, lutando pela Liga dos Campeões."