09/01/11

Leiria 0 Benfica 3

Com tranquilidade

O Benfica somou este domingo mais uma vitória na Liga portuguesa, ao vencer fora de casa a União de Leiria por 0-3. Saviola, Gaitán e Cardozo deram cor a uma exibição muito consistente dos “encarnados”.
Depois da vitória para a Taça da Liga no primeiro jogo de 2011, o Benfica voltou aos encontros do campeonato nacional. Para a deslocação a Leiria, o treinador Jorge Jesus fez regressar os jogadores Luisão, Fábio Coentrão, Javi Garcia e Cardozo ao onze inicial.
O Benfica entrou muito dinâmico no encontro desta noite, tendo em Saviola a sua principal figura durante primeira parte. O avançado argentino cabeceou por cima da barra aos dois minutos, após um bom cruzamento de Fábio Coentrão do lado esquerdo.
Antes de Saviola voltar a entrar em acção, o Benfica construiu mais uma jogada perigosa no interior da área leiriense e que foi desviada pelo braço de José António, no entanto, o árbitro Duarte Gomes não assinalou qualquer infracção (6’).
O jogo prosseguiu e sempre com Saviola, invariavelmente, ligado aos principais lances de perigo do Benfica. O número 30 colocou em sentido a defesa contrária com remates aos 7’, 10’, 21’ e 25’, respectivamente.
Depois de tanto ameaçar, o atacante argentino abriu o activo para os “encarnados” em Leiria. Gaitán cruzou do lado esquerdo e Salvio, de cabeça, assistiu, do lado oposto, Saviola para um remate simplesmente indefensável para o guarda-redes Gottardi (26’).
O Benfica, que terminou a primeira parte com 60% de posse de bola, ainda esteve perto de ampliar o marcador no primeiro tempo, no entanto, o cabeceamento de Salvio saiu perto do poste da baliza leiriense (28’).
Os “encarnados” continuaram com uma actuação muito personalizada no segundo tempo, criando as principais situações de perigo para chegar ao golo. Gaitán, aos 64 minutos, viu o guardião Gottardi travar o seu remate.
Cardozo tentou depois a sua sorte aos 69 minutos, obrigando o guarda-redes leiriense a mais uma boa defesa aos 76'. No seguimento do lance, o esférico sobrou para Salvio que rematou ao poste.
Mostrando uma grande inteligência de jogo quer a defender, quer a atacar, o Benfica alcançou os seus intentos e obteve o segundo golo na partida. Ruben Amorim arrancou em velocidade pelo lado esquerdo, descobrindo muito bem Salvio do lado contrário. O argentino entrou na área, colocou em Cardozo e este assistiu, de cabeça, Gaitán para uma concretização fácil (80’).
O Benfica não quis ficar por aqui e, depois de Ruben Amorim ter visto Gottardi negar mais um golo (89’), o terceiro tento chegou mesmo. Após um cruzamento de Jara do lado esquerdo, o paraguaio Cardozo bateu o guardião da casa.
Os campeões nacionais conseguiram, assim, mais uma boa vitória na Liga, mantendo a distância de oito pontos para o primeiro classificado.
O Benfica alinhou com a seguinte equipa: Roberto; Maxi Pereira, Luisão, David Luiz e Fábio Coentrão; Javi Garcia; Salvio, Carlos Martins (Ruben Amorim, 71’) e Gaitán (Felipe Menezes, 84’); Saviola (Jara, 87’) e Cardozo.
Site Benfica

2 comentários:

  1. Um jogo que aparentava ser complicado, tornou-se fácil, porque este Benfica foi muito forte e arrisco-me mesmo a dizer, que os primeiros 45 minutos, foram dos que mais me encantaram esta temporada, tanto que com aquela estrelinha de campeão que tem faltado, em condições normais, o jogo estaria resolvido antes do intervalo.
    Na 2ª parte, em minha opinião, houve clara influência do nosso treinador no virar de página para os últimos 20 minutos, com a entrada de Amorin que estancou as subidas do lateral e com a passagem para o meio de Gaitan, que conferiu a qualidade de passe necessária que o Martins já não conseguia dar.

    ResponderEliminar
  2. Poderíamos ter marcado mais golos!

    http://forcamagicoslb.blogspot.com/2011/01/rumo-fase-seguinte.html

    ResponderEliminar