30/10/10

Benfica 2 P. Ferreira 0


A noite de Pablito

O Benfica somou esta sexta-feira a quinta vitória consecutiva na Liga portuguesa, ao vencer em casa o Paços de Ferreira, por 2-0. Na partida da 9.ª jornada da prova, os golos “encarnados” foram apontados por Aimar e Kardec.
Para a recepção aos “castores”, o treinador Jorge Jesus apresentou apenas uma novidade em comparação com a vitória do domingo passado, frente ao Portimonense. Com a recuperação de Fábio Coentrão, o técnico apostou na sua entrada para o lado esquerdo do ataque, passando Gaitán para o lado contrário do terreno. Carlos Martins não foi, assim, opção de início frente aos pacenses.
Foi o Paços de Ferreira a primeira equipa a criar perigo na partida, mas o guarda-redes espanhol Roberto opôs-se muito bem a um remate de Rondon (6’). Depois deste pequeno susto, o Benfica, como lhe competia, assumiu as despesas do encontro e começou a criar boas jogadas de ataque. Coentrão (8’) e Saviola (12’) estiveram muito perto de abrir o marcador, mas foi Aimar quem celebrou no Estádio da Luz. Após um excelente trabalho individual sobre vários adversários, o médio-ofensivo argentino fez um golo de belo efeito (14’), colocando o Benfica a vencer, justamente, por 1-0.
E o futebol ofensivo e bonito dos “encarnados” continuou nos minutos seguintes. Aos 19 minutos, numa das mais belas jogadas do encontro, Coentrão combinou com Kardec e este cruzou para a conclusão de Saviola. O remate do argentino só foi travado por Maykon que evitou, assim, o segundo golo. Outro lance de belo efeito saiu dos pés de Coentrão que, no entanto, rematou ao lado (24’).
O Paços de Ferreira, sempre muito fechado na sua defesa, apenas tentou incomodar o Benfica através de transições rápidas, mas Roberto foi segurando os remates mais perigosos dos pacenses.
O segundo tempo começou logo com um remate ameaçador de Fábio Coentrão (46’). O Paços procurou subir no terreno e durante uns minutos o espírito de grupo dos “encarnados” foi fundamental para controlar essa reacção do adversário.
Uma falta sobre Fábio Coentrão na área pacense ditou uma grande penalidade e o consequente segundo tento das “águias”. É que o brasileiro Alan Kardec não perdoou na conversão do castigo máximo, dando outra tranquilidade à equipa (64’), marcando assim o seu primeiro golo na Liga portuguesa.
É preciso não esquecer que a formação de Jorge Jesus joga uma cartada importante na próxima terça-feira, dia 2 de Novembro, frente ao Lyon para a Liga dos Campeões, pelo que o segundo golo veio permitir uma melhor gestão do encontro por parte dos “encarnados”.
Até ao apito final, e já com o Paços a jogar com menos um (expulsão de Baiano), o Benfica ainda dispôs de um bom par de oportunidades para dilatar a vantagem, no entanto, o 2-0 manteve-se.
O Benfica conquistou, assim, justamente a quinta vitória consecutiva no campeonato nacional e sem sofrer qualquer golo.
Benfica

1 comentário:

  1. Além de um grande golo, acho que fizemos uma exibição segura. Tivesse o ataque metade da eficácia do ano passado e tínhamos goleado.

    http://forcamagicoslb.blogspot.com/2010/10/jornada-de-sabado.html

    ResponderEliminar